Slider

Saiba tudo sobre Óleos essenciais! “Uma gota pode mudar tudo….”



Estar imerso no mundo dos aromas é ampliar sua consciência. Os cheiros têm o poder de nos melhorar o bem-estar físico e mental.

 

“Uma gota pode mudar tudo….”

Centenas  de estudos científicos concluem que os óleos essenciais podem proteger sua saúde a longo prazo, assim como suavizar sintomas de males comuns. Eles ajudam a aliviar dores, melhorar o humor. Tratando a causa.

Aromas diferentes estimulam respostas distintas no cérebro, o que, por consequência, direciona seu sistema nervoso a relaxar .

O que é aromaterapia?

Podemos achar que aromaterapia é algo novo, uma evolução das terapias holísticas com uso de aromas 100% naturais, mas a verdade é que a aromaterapia já era usada em 3.500 a.c! Hipócrates, o pai da medicina moderna, usava óleos essenciais em seus pacientes.

Aromaterapia nada mais é do que você usar produtos 100% naturais (no caso os óleos essenciais), extremamente concentrados, para trazer benefícios físicos e emocionais. Pois qualquer aroma natural, quando inalado, vai direto para nosso sistema nervoso central. Ele ativa nosso sistema límbico, onde está localizada nossa hiófise, responsável por diversos hormônios,e também é responsável pelas nossas memórias! ( 22 segundos para as moléculas alcançarem o cérebro e 2 minutos até serem encontrados na corrente sanguínea)

E nossas emoções muitas vezes estão ligadas ao que vivemos…

 

O que determina a qualidade de um Óleo Essencial?

O tipo de compostos aromáticos voláteis presentes em um óleo essencial determina tanto o aroma quanto os benefícios que ele oferece.

Mais de 3.000 variedades de compostos aromáticos voláteis foram identificadas até o momento.

Mesmo com óleo essencial puro, a composição do óleo pode variar em função da hora do dia, estação do ano, localização geográfica, método e duração de destilação, ano de cultivação e o tempo, fazendo com que cada passo do processo de produção seja determinante na qualidade do produto final.

Porque tem tanta diferença de preço de um óleo para o outro?

Hoje existem muitas marcas de óleos essenciais e precisamos ter cautela ao escolher qual óleo usaremos. Isso pois a forma e região de cultivo, a forma de extração e a concentração influem muito na qualidade do produto e, consequentemente, no preço.

A natureza de um óleo essencial varia de planta para planta, dentro das famílias botânicas e de espécie para espécie. A proporção delicada de compostos aromáticos encontrados em um determinado óleo essencial é o que o torna único e lhe confere benefícios específicos.

Estudos já demonstraram que a os óleos essenciais mais potentes são aqueles extraídos do habitat natural daquela planta. E, por isso, alguns óleos essenciais podem estar presentes em regiões muito difíceis de serem acessadas e só podem ser extraídos em uma determinada época do ano. Isso, claro, vai influenciar no custo de produção e na disponibilidade do produto.

Uma maneira de termos segurança com relação ao produto que estamos usando é procurarmos os testes de qualidade. O mais famoso deles é o de cromatografia gasosa. Mas atenção! Muitas empresas disponibilizam resultados genéricos ou de lotes muito antigos do produto. Um dos motivos que me levou a escolher a doTerra foi o fato de todos os lotes produzidos serem submetidos de 7 a 10 testes diferentes pela empresa e por empresas independentes, com seus resultados divulgados em internet.

A doTerra criou um certificado de pureza de grau terapêutico (CPTG) para dar transparência à qualidade do seu produto. Apenas recebe esse selo os lotes de óleos essenciais que foram aprovados em todos os testes, por todas as empresas.

BENEFÍCIOS

Os óleos essenciais reúnem uma série de benefícios para a saúde. Eles nos ajudam a equilibrar as emoções, a melhorar o funcionamento fisiológico e o equilíbrio energético do corpo e além de proporcionar aromas agradáveis capazes de transformar seu dia a dia. Existem muitas maneiras de aproveitar seus benefícios por meio da aromaterapia . Mas a melhor maneira de utilizá-los depende da finalidade. O essencial é permitir-se experimentar.

Benefícios da aromaterapia:

  1. Combate o estresse, é antidepressivo e calmante
  2. Estimula o bom humor
  3. Alivia a dor de cabeça e a enxaqueca
  4. Afasta a insônia
  5. Clareador mental, energizante, estimula o foco e à atenção
  6. Fortalece o sistema imunológico, estimulando as defesas naturais do organismo
  7. Abre as vias respiratórias em casos de rinite e gripe, por exemplo
  8. Estimula a pressão sanguínea para quem sofre de pressão baixa
  9. Alivia o cansaço
  10. Regula a disfunção hormonal na TPM e menopausa

 

INDICAÇÕES

“Existe o que eu chamo de primeiros socorros, que são lavanda, eucalipto glóbulos e melaleuca (tea tree).

A lavanda é o principal óleo essencial na busca do equilíbrio emocional e mental.

O óleo de eucalipto glóbulos é indicado para oxigenar o organismo e nesse sentido muito utilizado para ativar a concentração e melhorar o desempenho mental. Já fisicamente, o óleo de eucalipto glóbulos é o de eleição pata tratamentos de afecções respiratórias.

A melaleuca é um óleo essencial que contém, basicamente, efeitos físicos, principalmente antissépticos, que pode seu usado tanto na purificação do ambiente até auxiliares em casos de infecções por bactérias e fungos, mas nesses últimos é necessário um acompanhamento médico”, contou.

Dentre outros,  os óleos essenciais são utilizados para os mais diversos tratamentos com eficácia e  segurança.

Ultimamente houve um aumento das pessoas pela busca de tratamentos alternativos, que privilegiam o bem estar. “Estamos voltando a perceber que não é preciso ficar doente para buscar a cura, o importante é evitar a doença. Digo que as pessoas estão voltando, porque esses que chamamos de tratamentos alternativos são seculares e até milenares. O equilíbrio emocional e mental está diretamente ligado à saúde plena”.

Melhorando sem duvidas o bem-estar fisico e mental, com isso gasta-se menos dinheiro com medicamentos.

Formas de uso

Mas também é possível usar os OES no auto cuidado no dia a dia, seja para cultivar o bem-estar, potencializar a imunidade ou mesmo cuidar da pele. As formas mais simples de usá-los são:

Coloca-se algumas gotas de óleo essencial na palma das mãos e posicionando-as em forma de concha sobre o nariz, enquanto se respira profundamente.

No ambiente:  aromatizador elétrico colocando de 3-4 gotas.

Spray: dissolva 30% de água mineral e 70% de álcool de cereais e coloca 50 gotas do óleo escolhido e agite.

Colar aromático: pingue 2 gotas em um chumaço de algodão e acomode no seu pingente!

O uso tópico

Os óleos essenciais consiste também em aplicá-los sobre pele, cabelo, boca, dentes, genitálias,  e unhas. Mas como são extremamente concentrados e poderosos, é preciso diluí-los em bases neutras, como óleos vegetais de coco, pois o uso contínuo dos óleos essenciais não diluídos pode provocar sensibilização na pele.

Normalmente, a proporção de diluição recomendada é uma gota do óleo essencial para três gotas de óleo vegetal. É sempre aconselhável usar várias doses pequenas ao longo do dia em vez de uma única dose grande. Comece com a menor dose possível (1 a 2 gotas). Uma dose tópica pode ser repetida de cada 4 a 6 horas, conforme necessário.

Como cada indivíduo tem suas peculiaridades, a dose poderá variar de acordo com o tamanho, idade e estado geral de saúde de cada pessoa.

Massagem:

A massagem com óleos essenciais tem efeito muito eficaz na pele, músculos e tecidos conjuntivos e promove relaxamento, energização e equilíbrio. Para utilizar a aromaterapia na estética inclusive na  massagem, é preciso diluir os óleos essenciais em algum óleo vegetal de qualidade, como óleo de coco.

Outro cuidado importante no uso tópico dos óleos essenciais é evitar a exposição ao sol após a aplicação imediata. Caso contrário, pode ocorrer queimaduras e manchas. Os óleos essenciais que podem causar este tipo de manchas são chamados de fototóxicos. Nessa categoria, os mais comuns são os óleos essenciais de laranja, limão, tangerina, bergamota e arruda. Entretanto, alguns fabricantes retiram as furanocumarinas (substâncias fototóxicas) dos óleos essenciais, o que permite que esses óleos fototóxicos possam ser utilizados no sol.

Causando queimaduras ao entrar em contato com raios solares,como estou falando sobre estética, não posso deixar de falar sobre a importância do protetor solar, desde quando acordamos independente do uso dos OE,  mais ainda no caso da utilização desses OE que pode haver fotossensibilizantes.

Compressas:

Os óleos essenciais também podem ser aproveitados por meio de compressas. É simples: encha uma bacia com um litro de água quente ou fria e coloque de três a seis gotas do óleo essencial que preferir, depois disso, misture vigorosamente e embeba uma toalha na água, aplicando no local por pelo menos 30 minutos.

Banhos:

Uma forma simples, prática e prazerosa de aplicar a aromaterapia. Se for utilizar banheiras, aplique entre três e seis gotas enquanto está sendo enchida e a pele irá absorver rapidamente. Você também pode diluir em sabonete líquido ou utilizar sais de banho com óleos essenciais. Se você não tem banheira em casa, adicione de três a seis gotas de óleos essenciais em uma bacia e despeje em seu corpo durante o banho – como os poros estarão abertos devido à água quente do chuveiro, o procedimento será mais efetivo.

Banhos de assento:

Para cada três litros de água, adicionar de três a seis gotas de óleos essenciais.

Quando estiver tomando banho, coloque um pouco do óleo essencial em uma bucha vegetal e experimente a esfoliação com óleos essenciais.

Banho de imersão de pés (escalda-pés)

O Banho de imersão de pés é indicado para o tratamento de congestão, dor de cabeça, gripe e resfriado.

Áreas sensíveis a evitar:

Algumas áreas faciais, como a pele ao redor dos olhos

Olhos e ouvidos internos

Pele rachada, lesionada ou ferida

 Inalação

A utilização dos óleos essenciais por intermédio da inalação também traz inúmeros benefícios. Essa forma de absorção é responsável por beneficiar a memória, o sistema endócrino (de hormônios) e as emoções por meio do sistema olfativo, além de tratar sinusite, rinite, laringite, bronquite e pneumonia. Mas existem diferentes técnicas de inalação. Confira:

  • Inalação por difusão: Uma maneira bem simples e eficaz de inalar os óleos essenciais é por meio da difusão no ambiente, utilizando-se um difusor de aromas. Quando são utilizados difusores a vapor a frio, as moléculas dos óleos essenciais antissépticos permanecem no ar intactas durante horas. Isso faz com que ar fique purificado, livre de fungos, vírus, bactérias e ácaros. Já os difusores a calor necessitam de temperatura controlada entre 50°C e 60°C, pois em temperaturas maiores que essas a composição química dos óleos essenciais pode diminuir e afetar suas qualidades terapêuticas. Na inalação por difusão é recomendado utilizar de cinco a 20 gotas de óleos essenciais.

 

  • Inalação direta: A inalação direta dos óleos essenciais tem potencial de afetar o humor e as emoções. Para obter esse benefício basta segurar o frasco de óleo essencial próximo da narina ou pingar de uma a três gotas nas palmas das mãos, passar uma mão na outra, aproximar a 15 cm do nariz em forma de concha e aspirar.

Uso interno (ingestão)

O uso interno é uma forma de ingestão ou internalização dos óleos essenciais. Mas somente os óleos essenciais 100% puros podem ser utilizados dessa forma e ainda sim que possuam o teste de qualidade CPTG®

A pureza de um óleo essencial é a sua característica mais importante. Um óleo essencial que não seja puro representa o risco de germes e metais pesados ou adulterados no seu corpo, o que pode provocar irritações, efeitos adversos ou até mesmo doenças. Como não havia um padrão aceito para a qualidade de óleos essenciais, a doTERRA criou seu próprio protocolo de testes, chamando-o de CPTG® (Certificado de Pureza Testada e Garantida). O processo CPTG certifica-se de que não há enchimentos adicionados, ingredientes sintéticos ou contaminantes prejudiciais em seus óleos essenciais, o que poderia reduzir sua eficácia. A doTERRA também dá um passo adiante, fazendo com que todos os seus produtos e embalagens passem por uma bateria de testes para garantir um prazo de validade longo e eficaz. Este protocolo garante potência, pureza e consistência de lote a lote.

A dosagem ideal é de 25 mg (uma gota) para cada 20 kg de peso corporal, três vezes ao dia.

Debaixo da língua:

Coloque de uma a três gota de óleo essencial debaixo da língua. Essa via é muito eficaz, uma vez que a mucosa dessa região do corpo permite que o óleo essencial rapidamente entre na corrente sanguínea. Como o efeito por essa via é maior do que por ingestão direta, são indicadas doses menores.

Gargarejos ou bochechos

Já se você quer um tratamento para o tratamento de aftas, dores de garganta e outros problemas inflamatórios da orofaringe.

Bebida:

Adicione uma a quatro gotas de óleos essenciais em sucos, leites vegetais e água, lembrando de agitar bem essa mistura antes de consumi-la, eu amo usar na tônica.

Lembre -se A dosagem ideal é de 25 mg (uma gota) para cada 20 kg de peso corporal, três vezes ao dia.

Uma dica para é adicionar uma gota de óleo essencial de hortelã num litro de suco de abacaxi ou uma gota de óleo essencial de cravo em dois litros de suco de manga. Lembre de não ultrapassar essa quantidade, pois o óleo essencial é muito forte e pode descaracterizar o sabor caso seja adicionado em excesso.

Na comida:

Coloque três a cinco gotas de óleos essenciais em 100 mL de azeite de oliva extra-virgem e regue seus pratos. Uma dica é fazer harmonia de óleos essenciais de orégano, limão e manjericão. Outra dica é adicionar uma gota de óleo essencial de gengibre e limão em 500 g de molho pesto.

 

                                                             AMO USAR NA SALADA!

E Completamente apaixonada por esse trio!

Isso mesmo, pra quem quer  conhecer  óleos  essenciais  eu super recomendo esse trio para começar.

Nele vem 3 óleos  super versáteis, são  eles:
💧Óleo  de Lavanda: acalma, relaxe,  melhora o sono
💧Peppermint: energizante, melhora  respiração , melhora rinite  e sinusite e combate o estresse.
💧Lemon: detox, emagrece e melhora o humor.
.

Você pode praticar a aromaterapia todos os dias. Confira a seguir alguns óleos essenciais e seus benefícios.

                                                       

                                                       Óleo essencial de laranja

 

                                                      Óleo essencial de Limão

 

                                                        Óleo essencial de hortelã

                                                        Óleo essencial de copaíba

                                                        Óleo essencial de Melaleuca

                                                        Óleo essencial de lavanda

 

Dicas de Segurança:

Certifique-se de usar apenas óleos essenciais 100% puros e naturais e com certificados. Isso é importante porque você quer ter certeza de que nenhum aditivo ou produto químico esteja presente em seu óleo. Você está usando óleos essenciais para melhorar sua saúde? Então você precisa saber de onde vem o óleo essencial que você está usando e como foi feito. Pesquise a marca antes de fazer o uso.

Não use água se você tiver uma reação a um óleo essencial. Se ocorrer vermelhidão ou irritação ao usar topicamente os óleos essenciais, aplique um óleo vegetal, como óleo de coco fracionado ou azeite de oliva, na área afetada. Água e óleo não se misturam, a água vai impulsionar ainda mais os óleos essenciais (isso é um benefício ao usar óleos essenciais com uma compressa úmida).

Mantenha longe dos olhos e ouvidos . Óleos essenciais não devem ser usados ​​nos olhos, dentro do canal auditivo ou em feridas abertas. Em caso de contato acidental com o olho, dilua com óleo vegetal NÃO com  água.

NÃO consuma um óleo essencial internamente, a menos que seja rotulado como de uso INTERNO “ingestão” Com certificado de Pureza Testada e Garantida CPTG (geralmente reconhecido como seguro, este rótulo é atribuído pela ANVISA).

Em caso de dúvida … dilua sempre! Use óleo transportador, como óleo de coco fracionado ou azeite de oliva, ao aplicar topicamente em peles sensíveis ou em crianças pequenas. A diluição também fará com que os óleos essenciais se espalhem melhor e durem mais. A diluição de óleos essenciais também não reduz os efeitos! O óleo de coco fracionado, quando aplicado, continua uniformemente, seca rápido e não deixa sensação de oleosidade na pele. Interrompa o uso de um óleo essencial se sentir irritação ou desconforto grave na pele, no estômago ou nas vias respiratórias.

Menos é mais. Ao usar em crianças ou pessoas com pele sensível, aplique uma quantidade muito pequena do óleo e dilua os óleos essenciais como mencionado no ponto cinco. Aplicação de óleos essenciais no fundo dos pés é um local perfeito para crianças e pessoas sensíveis, as solas têm pele grossa e menos risco de irritação, mas os benefícios ainda serão alcançados.

Contra-indicações dos óleos essenciais:

Olha só! Muita atenção nesse tópico tá?

Mas vá com calma: o uso não está liberado para todo mundo.

“Grávidas, crianças com menos de 6 meses, idosos, epiléticos, cardíacos, pessoas com síndromes em geral e que tomam muitos remédios não devem recorrer aos óleos essenciais antes de passarem por uma avaliação criteriosa”.

Para não arriscar, convém dialogar com um profissional de saúde antes de experimentar os óleos essenciais para fins terapêuticos. E nunca abandone a terapia convencional antes de se consultar, combinado?

E atenção alguns óleos podem ser seguros em alguns casos, mas podem ser bastante perigosos se usado em certas circunstâncias.

Alguns exemplos de contra-indicações:

Alecrim não devem ser usados se você tiver pressão arterial elevada, evite o uso em pessoas com epilepsia, gestantes,bebes e crianças

Canela: não deve ser usado na gravidez, em crianças, bebês e em hipertensos. Evite aplicar em peles sensíveis porque pode causar queimadura e dermatites de contato. Nunca use em massagem.

Ylang Ylang: é hipotensor e baixa a pressão arterial. Em alta concentração, pode causar dor de cabeça e desconfortos.

Capim limão: não deve ser utilizado por pessoas com glaucoma e hiperplasia prostática, também é hipotensor.

Cítricos em geral: são fotossensíveis e queimam a pele se expostos ao sol após o uso, Quando usar fazer uso de protetor solar.

Óleos que têm cânfora em sua composição química devem ser evitados no uso em conjunto com a homeopatia. Consulte sempre um aromaterapeuta

Diabéticos não devem usar o óleo Angélica.

Aqueles que sofrem de hipoglicemia deve ficar longe de Gerânio.

Se você sofre de problemas renais você deve ser cauteloso ao usar Zimbro, Sândalo, ou Coentro.

Salvia sclarea não deve ser utilizado enquanto bebe uma vez que irá intensificar os efeitos do álcool fazendo-a agir como um narcótico.

Camomila e Manjerona não deve ser utilizado durante a condução porque eles causam sonolência.

Alguns óleos podem causar alergias, como Citronela, Sálvia, Ylang Ylang, e oleos de Verbana.

Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.

Gostou?  Envia sugestões de pautas nos comentários e para  mais dicas como essa acompanhem sempre meu Instagram @danielabacelaroficial

Bjokas no coração  e como sempre ate o nosso próximo encontro!

Não  é  incrível o poder  deles? Agora vocês  me entendem, né? Quer  saber como ter eles, comenta aqui nos comentários e te conto inclusive, como você  pode comprar com desconto!🙊

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *